HOME > PORTFOLIO
Natiruts 2011
CLIENTE:    |    ANO: 2011

A banda Natiruts surgiu em Brasília, em 1996, com outro nome: Nativus. A formação da banda então contava com Alexandre Carlo (vocais e guitarra), Luís Maurício (baixo), Juninho (bateria), Bruno Dourado (percussão), Kiko Peres (guitarra solo) e Izabella Rocha (vocais).

A banda já lançou nove discos, fazendo bastante sucesso pelo país com canções como Presente De Um Beija-Flor, Liberdade Pra Dentro Da Cabeça, Natiruts Reggae Power, entre outras.

Sobre o disco Raçaman

O Natiruts 'está de volta!' Este é o recado em Raçaman, sucesso que faz parte do novo disco homônimo da banda. Sendo um dos mais populares nomes da música brasileira, o Natiruts acaba tendo a responsabilidade de inovar sempre, e vem sendo assim durante anos. Desde suas primeiras aparições, o reggae, visto como um movimento não só musical, mas também sócio-cultural, começou a ser enxergado e considerado pela grande mídia, o que só aumentou a responsabilidade citada.

Mas para o Natiruts, INOVAR é algo natural. Bom exemplo disso foi quando eles passaram a abrir seus shows com o que havia de mais ácido na vertente 'obscura' do reggae: o DUB, e seus famosos Soundsystems. Saía então o NATIDUB, um formato que trouxe o público, de uma maneira geral, para perto desta cultura underground jamaicana, e, claro, de dois de seus maiores representantes, Mad Professor e U-roy, ambos já trazidos ao Brasil pela Zeroneutro, empresa responsável pela gestão empresarial do Natiruts. Mais tarde, veio a mania nacional... O 'Reggae Power!' Não tinha como escapar. De 10 em 10 minutos, dava Natiruts nas rádios, independente dos gêneros destas! Numa maratona incessante de shows, o reggae de Brasília chegava a ouvidos nunca antes explorados e os fãs não paravam de crescer. Shows lotados, DVD de ouro, enfim, a 'cereja do bolo' para um trabalho feito com todo carinho e atenção. Depois de várias metas alcançadas, chegou à hora de se recolher para um novo trabalho... E este chega em forma de single, no qual fica claro: Viemos para incomodar.

Raçaman - 'A Nova música do Natiruts', anunciavam os locutores das principais rádios brasileiras. Enquanto os primeiros segundos de Raçaman foram executados, era impossível não notar a força do instrumental e a imponência da mensagem. Sem perder a identidade em nenhum momento, o Natiruts trouxe uma sonoridade mais moderna e um conceito artístico tão contundente, que faz com que o trabalho transcenda as barreiras, muitas vezes preconceituosas, do reggae nacional. Alexandre Carlo é o produtor artístico, compositor de todas as canções do disco e um dos principais responsáveis por todo o perfeccionismo que dita à cena brasileira o nível que o reggae MERECE estar perante a mídia.

O que é desculpa para um, é motivo de luta para outro. O Natiruts reescreveu parte da história do reggae de forma independente, ou seja, sem nenhuma gravadora. Mesmo assim, o trabalho foi com força para todos os cantos do Brasil e para muitas partes do mundo!

Grande parte dos recursos adquiridos em shows, venda de discos e DVDs é claramente visto como subsídio para os ousados próximos passos. O disco Raçaman tem uma ficha técnica de se admirar. As bases foram gravadas nos antigos estúdios da Transamérica, onde Djavan, Legião Urbana e até Raul Seixas já gravaram. As vozes foram captadas em São Paulo, Brasília e, em maior parte, no Rio de Janeiro, no conceituado estúdio AR.
Na mixagem, podemos perceber incisivamente a preocupação de se fazer uma obra diferenciada. O Natiruts foi para Londres, mais precisamente para os estúdios Ariwa, do lendário Mad Professor. Lá, praticamente 90% do disco tiveram um toque todo especial de 'Mad', o que poderá ser notado claramente pelos mais exigentes amantes do verdadeiro reggae roots tradicional. Para a masterização, o Natiruts volta ao Brasil, para as mãos de outro ícone do setor, Carlinhos Freitas.

Vídeo deste evento
© Copyright 2012 | Prospecta Comunicação e Eventos | Todos os direitos reservados Desenvolvido por: HM DESIGN